BTCV Explicada

Em 2009 um indivíduo anónimo ou uma equipa de criadores anónimos criou a primeira rede "peer-to-peer" baseada na tecnologia blockchain que permitia aos utilizadores transferir activos entre endereços hash anónimos. A revolução Bitcoin tinha começado. O resultado foi uma série de "forks" do conceito original.

Um deles levou ao conceito da Bitcoin Vault.

O nosso objetivo como criadores era atualizar o blockchain existente com funcionalidades únicas que dariam aos utilizadores mais controlo e aumentariam o seu nível de segurança com a forma de gerir os endereços das carteiras, armazenar chaves privadas e públicas, e transferir bens entre indivíduos. Queríamos criar uma moeda que oferecesse todas as vantagens da Bitcoin com funcionalidades adicionais para os utilizadores terem o máximo controlo dos seus activos de uma forma fácil e conveniente, sem comprometer a flexibilidade que as criptomoedas oferecem.

Com a imutabilidade do blockchain como característica chave por detrás dos "ledgers" distribuídos, vimos não só vantagens mas também - a partir das nossas próprias experiências - perigos relacionados com activos cripto perdidos, extraviados ou roubados. Com várias alterações no código e na forma como as chaves privadas e públicas são utilizadas no ecossistema blockchain, chegámos à ideia de tornar reversíveis transações irreversíveis sem comprometer a imutabilidade do blockchain.

BTCV Explicada

waves@3x
  • De acordo com o relatório da CipherTrace sobre crime associado à criptografia e lavagem de dinheiro da primavera de 2020, nos primeiros cinco meses de 2020, os roubos cripto, ataques informáticos e fraude totalizaram 1.36 mil milhões de dólares.
  • As plataformas de câmbio de criptomoedas precisam de recuperar diariamente os activos dos utilizadores que foram por engano enviados para os endereços errados. Isto custa-lhes tempo e dinheiro e não garante que os activos dos utilizadores sejam alguma vez recuperados.
  • Não existem fontes fiáveis sobre quantos activos cripto, moedas, tokens, estão a ser transferidos todos os dias para endereços fraudulentos bem conhecidos, piratas informáticos ou estão a ser perdidos devido a ataques do tipo "Man-In-The-Middle".

Acreditamos que uma parte significativa do acima referido poderia ser evitada se o utilizador tivesse a possibilidade de simplesmente cancelar e reverter as transações de saída assim que se apercebesse de que cometeu um erro, de que os bens foram roubados, ou de que alguém obteve acesso não autorizado à sua carteira de criptomoeda.

Missão e visão

A BTCV foi desenvolvida para fornecer um nível extra de segurança baseado numa Solução de Segurança de 3-Key que permite aos utilizadores reverter certos tipos de transações no blockchain. Apresenta toda a conveniência da Bitcoin ao mesmo tempo que acrescenta funcionalidades importantes, proporcionando ao utilizador transparência e liberdade. A Bitcoin Vault é a nossa resposta aos problemas enfrentados pela comunidade cripto ao longo da última década, que são principalmente:

  • Acesso não autorizado a carteiras devido a ataques informáticos ou acesso às chaves privadas do utilizador.
  • Erros humanos com o envio de activos cripto para endereços de carteiras errados ou outro tipo de erros relacionados com a digitação errada de montantes de transferência ou a mistura de montantes de transferência com montantes de "gas".
  • Erros, falhas e outros problemas relacionados com o software criptográfico.

O desenvolvimento da BTCV está centrado nas funcionalidades de segurança e proteção, conveniência do utilizador e experiência do utilizador, pois também acreditamos que estes são os principais desafios que estão a impedir uma parte significativa da sociedade de se tornar parte da comunidade cripto global.

Whitepaper

  • O problema que vemos e a nossa abordagem
  • Os nossos objetivos
  • Solução de Segurança 3-Key
  • Ecossistema Bitcoin Vault
  • Visão geral técnica
  • Objetivo de desenvolvimento